domingo, 26 de março de 2017

Lançamento do Projeto MULTIVERSIDADE AUTOGESTIONÁRIA DE APRENDIZAGENS LIVRES da OCA em Pelotas/RS





Na tarde de sábado 25 de março o Grupo de Pesquisa e Estudos Educação Libertária da UFPel em conjunto com o Coletivo da OCA (Ocupação Coletiva de ArteirXs) lançou o projeto MULTIVERSIDADE Autogestionária de Aprendizagens livres da OCA. 

Este é um Projeto de Ensino que será realizado pelo período de 12 meses, com inicio previsto para maio deste ano. Conta com a Coordenação do Professor Paulo Marques da Faculdade de Educação e tem a colaboração dos professores Édio Raniere(Psicologia/UFpel), Professora Eliane Peres( FaE/UFpel), da Dra. em Psicologia Rita de Cássia Maciazeki Gomes e do Sociólogo e Mestrando em Educação/UFRGS, Guilherme Schoreder. O Grupo do Projeto conta com a participação de 15 estudantes de diversos cursos de Licenciatura e Bacharelado como Dança, Artes Visuais, Física, Ciências Sociais, Psicologia, Antropologia.

O Lançamento contou com a presença do Prof. Dr. Guilherme Correa, da Universidade Federal de Santa Maria que realizou uma aula pública sobre "A atualidade do pensamento de Ivan Illich". 


Origem do Projeto


O Projeto MULTIVERSIDADE da OCA teve origem de uma construção coletiva entre o Grupo de Estudos e Pesquisa Educação Libertária e o Coletivo da OCA (Ocupação Coletiva de ArteirXs). 


Oficina realizada na OCA no período da Greve na UFpel em 2016 dando inicio às ideias sobre Multiversidade


A OCA é fruto de uma ação direta de ocupação de um espaço ocioso da Universidade, realizada em 2014 e transformada em espaço de vivência e cultura autogestionaŕia. Posteriormente se desenvolveu como ação de extensão cultural por dois anos(2014-2016). Consolidou-se, assim, como uma experiência singular de autogestão no âmbito da Universidade. Nos seus dois anos de projeto, foram realizados um conjunto de atividades práticas autogestionadas como oficinas, exposições de arte, cursos livres, Jornadas de Educação entre outros eventos de caráter cultural, contando com a participação de professores-pesquisadores e estudantes de diferentes áreas bem como a participação da comunidade do entorno do espaço.




Manteve-se ainda, nesse período de forma permanente e aberta ao público uma biblioteca e um acervo de obras de artistas locais e da própria UFPel, uma horta urbana que é parte da proposta de revitalização da praça Domingos Rodrigues.



Cartaz de comemoração de 2 anos de atividades da OCA 

O Projeto MULTIVERSIDADE da OCA, propõe-se, portanto, a potencializar as práticas de aprendizagens livres autogestionadas já realizadas pelo Coletivo de ArteirXs da OCA, bem como ampliar essas experiências a partir do referencial teórico educacional libertário e das propostas de “Teia de Aprendizagens” e “Convivencialidade” de Ivan Illich.

Busca constituir-se como um Laboratório/Espaço de experimentações/pesquisas sobre Práticas coletivas de auto-criação, aprendizagens livres e compartilhamento de múltiplos saberes através do exercício da autogestão e interdisciplinaridade no âmbito da Universidade.

O PROJETO



Imaginemos encontros que despertem mais encontros e desejos genuínos de aprendizagem, compartilhamento, envolvimento e criação livre. Livre de avaliações que não as auto análises individuais e grupais, quando necessárias e propostas horizontalmente. Um lugar no tempo-espaço onde forma e conteúdo não estão separadas, e que além disso, estejam dissolvidas nos pensamentos e nas ações afetivas e emocionais que atravessam e se co-criam em cada indivíduo. Tal imaginação é um caminho, um vir a ser onde é necessária a compreensão e aceitação de que o ideal não existe. 



Sem a fragmentação científica agindo no conhecimento tudo pode ser percebido como obra de arte; logo toda "produção" gerada pelos encontros pode ser vista como produção artística, independentemente da ideia de áreas de aplicação (o que é e como se delimita tal área? necessitamos dela?). Assim, o estudo/aprendizado que caminhar pela filosofia, ou pela ecologia, ou pela engenharia, ou pela literatura, etc. será arte, ou não, talvez anti-arte? 



Para quem ou para onde os saberes e sabores cultivados pelos encontros podem ser multidirecionados? Primeiramente cada indivíduo pode se auto-realizar com as transformações energéticas pelas quais se move e é movido; encontrar alegria em sua busca. No momento em que a energia se expande, imaginamos as criações/produções atuando de forma contra-hegemônica e essencialmente anticapitalista. Agir localmente... na rua, no bairro, na comunidade. Incentivar valores que caminhem juntos da autonomia, do apoio mútuo e solidariedade entre os seres, e que materialmente possam inverter lógicas vigentes como a da economia, dos modos de relacionamentos, de comunicação, educação, por exemplo. Incubar projetos e iniciativas já existentes que compactuam com tais práticas, valores, etc. 



Sair da zona de confronto e punição. Co-criar espaços de comunhão. Incentivar a autonomia, a livre iniciativa. Não trabalhar com recompensas, mas com co-responsabilidade. Impulsionar a intuição reflexiva, a inspiração consciente. Aceitar a vulnerabilidade. Construir a liberdade. Confiar no poder que nasce da autonomia, aqui e agora, se alastra, liberta e cria um novo meio de viver. ( Texto elaborado por Will para apresentação do projeto) 



O Projeto Multiversidade colocará em prática um conjunto de atividades que terão como fundamento teórico os 4 objetivos propostos por Ivan Illich na proposta de Teias de Aprendizagens:


1°) Liberar o acesso às coisas, abolindo o controle que pessoas e instituições exercem sobre seus valores educacionais.

2°) Liberar a partilha de habilidades, garantindo a liberdade de ensiná-las ou exercê-las quando solicitado.

3°) Liberar os recursos críticos e criativos das pessoas, devolvendo aos indivíduos a capacidade de convocar e fazer reuniões — capacidade esta sempre mais monopolizada por instituições que dizem falar em nome do povo.

4°) Liberar o indivíduo da obrigação de modelar suas expectativas pelos serviços oferecidos por uma profissão estabelecida qualquer — oferecendo-lhe a oportunidade de aproveitar a experiência de seus parceiros e confiar-se ao professor, orientador, conselheiro ou curador de sua escolha.



Atividades de Aprendizagens Livres Autogestionadas



Oficinas Livres : As oficinas tem o objetivo de possibilitar o acesso a saberes específicos ex: ( artes visuais, música, artes plásticas, dança, cinema, literatura, artesanato, software Livre, ) bem como a experimentações interdisciplinares. O participante poderá experimentar a oficina que tiver interesses bem como propor interdisciplinaridades entre os conhecimentos oferecidos.

Mini-cursos: Os mini-cursos livres se diferenciam das oficinas por tratar de temas teóricos e com tempo limitado( uma semana). Serão cursos sobre temáticas específicas como ex: Educação Livre Libertária, desescolarização, feminismos, autogestão, introdução à história dos movimentos sociais, filosofias antiautoritárias, antropologia, literatura, culturas originárias(quilombolas , indígenas) etc..


Grupos de Estudo; Os Grupos de estudos tem como objetivo aprofundamento de temas trabalhados nas Oficinas e Mini-Cursos Livres, com uma dinâmica autônoma de funcionamento e definição de temas para o Estudo como por exemplo algum autor(a) específico, uma obra, um texto clássico, uma tese, estudo, um filme, uma obra de qualquer área. O Grupo de Estudo pode ser permanente. Ao ser criado terá existência enquanto houver interessados em mantê-lo.


DeSescola Livre de Educadores: Atividade direcionada a auto-formação da equipe (bolsistas da OCA). Aberta a professores em geral. Temas prioritários: Educação autogestionária, pedagogia libertária, pesquisa ação, arte-educação, etc…


Biblioteca: Biblioteca será potencializada como ferramenta central das práticas. Com atividades próprias como Saraus de leituras, criação literária, biblioteconomia, oficinas de restauração de livros e editoração artesanal.


Cine-Debate: A partir do Acervo de videos e filmes relacionados às aprendizagens e saberes compartilhados na OCA bem como videos produzidos pelos estudantes em seus cursos propõe-se a realização de Ciclo de Filmes debate sobre temas relacionados à Educação Livre, Libertária, desescolarização etc.

Pinacoteca OCA: Acervo já existente de Obras doadas por artistas que participaram do último edital de exposição. Realização de mostras coletivas e individuais de artistas e estudantes de Artes. Oficinas de criação.
II Jornada de Educação Libertária: Assim como foi realizada em 2016 a I Jornada a segunda será realizada na OCA no segundo semestre de 2017.


Imagens da Atividade de Lançamento do Projeto ( 25/03/2017)

























Aula Pública


Prof. Guilherme Corrêa da UFSM, autor do livro " Educação, Comunicação e Anarquia"


Livro do Prof. Guilherme Corrêa 


Entrevista de Edson Passetti com Guilherme Corrêa ao lançar seu livro.










Como participar: 


O Projeto MULTIVERSIDADE estará aberto para todxs xs interessados em experienciar aprendizagens livres de forma autogestionária.

Em breve lançaremos uma Plataforma para inscrição de compartilhamento de saberes e práticas na página do Projeto







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lançada a II JORNADA DE EDUCAÇÃO LIBERTÁRIA de PELOTAS

II JORNADA DE EDUCAÇÃO LIBERTÁRIA de PELOTAS  9, 10 E 11 de Outubro de 2017 Local : OCA : Ocupação Coletiva de ArteirXs Na ...